Sobre a marca MTE-THOMSON

A MTE-Thomson foi criada em 1957, mas sua característica como joint-venture só se consolidou em 1975. A sigla MTE vem de Metalúrgica Termo-Elétrica, que indica a missão da empresa no fornecimento de autopeças no Brasil. Nessa mesma época, na década de 1950 e seguintes, a indústria automobilística nacional ganhou corpo, o que favoreceu o crescimento da companhia no Brasil. Em 1975, ela se juntou à Thomson International Company, quando começou a produzir válvulas termostáticas. A partir daí, a empresa especializou-se na produção de manufaturas para controle de temperatura do motor.

Em 1990 a empresa se expandiu novamente, agregando à sua linha produtos de cerâmica automotiva, como Termistores NTC e PTC e Sensores Lambda. Vale notar que, até hoje, ela é a única fabricante de cerâmica automotiva na América Latina, o que denota sua posição de destaque no mercado. A MTE-Thomson fornece peças para mais de 100 países e participa de diversas feiras ao redor do mundo.

No Brasil, seu principal centro de atividades fica em São Bernardo do Campo, em São Paulo. A empresa atua no fornecimento de peças para veículos nacionais e importados, das linhas leve, pesada e também motocicletas.

A MTE-Thomson possui as certificações NBR ISO 9001:2008 e ISO/TS 16949:2009. Atualmente, sua produção consiste em: produtos para controle de temperatura (válvulas termostáticas, interruptores térmicos, plugs, sensores, etc.); injeções eletrônicas; módulos de ignição; sensores lambda; sensores de velocidade; e sensores de rotação, entre outros produtos. São mais de 3 mil itens, entre OEMs (Original Equipment Manufacturer – produtos produzidos especialmente para montadoras) e peças de reposição.